Receitas

Bolo Castella japonês

Bolo Castella (カステラ) é o nome de um pão de ló muito popular no Japão, cuja receita foi trazida por missionários portugueses no século 16. Durante o período Tokugawa, o Japão fechou suas portas para o Ocidente, mas o Castella, assim como outras iguarias ficaram como herança dos portugueses.

Ingredientes:
1 xícara de chá de farinha de trigo
1 xícara de chá de açúcar
1/4 de xícara de mel
1 colher de chá de baunilha
1 colher de sopa de matchá (chá verde) ou pó de cacau sem açúcar (opcional)
1 colher de chá de sal
7 ovos
1 colher de sopa de açúcar
1/2 colher de café de cremor de tártaro.

Preparação:
Separe as claras e das gemas em 2 recipientes. Em uma tigela grande, coloque o açúcar, o mel, a baunilha, o chá verde (opcional), o sal e as gemas. Misture bem. Em seguida, leve ao fogo, em banho-maria e, bata na batedeira por 5 minutos, em velocidade média, até que a massa fique amarelinha e duplique de volume.

Delicadamente, acrescente a farinha de trigo e reserve. Em outra tigela grande, bata as claras em neve em velocidade baixa por 1 minuto, e depois aumentando para médio e alto. Quando as claras ficarem espumosas, polvilhe 1 colher de açúcar e o cremor de tártaro. Continue batendo até ficarem firmes.

Com a ajuda de espátula misture as claras em neve delicadamente com a massa reservada. Forre uma forma retangular com papel manteiga e com o forno pré-aquecido, leve pra assar em temperatura média de 160 ° durante cerca de 30 minutos ou faça o velho teste com um palito de dente, furando o bolo até que saia seco.

Depois de assado, desenforme o bolo e deixe esfriar em temperatura ambiente. Uma dica para manter o bolo com a textura úmida é embrulhá-lo em filme plástico depois de frio e levá-lo para a geladeira por algumas horas. Prontinho! Depois é só reunir a família toda para saborear o delicioso bolo no lanchinho da tarde, acompanhado de um café fresquinho, é claro!

Fonte: Japão em foco.

Professora universitária - Mestre em Administração e Blogueira nas horas vagas. Cada um tem a parte de mim que conquistou. Sou mulher, fera, amiga, bruxa e fada. Só não sou obrigada.

%d blogueiros gostam disto: