Poesias e poemas

Chá de tudo

Eu já tomei chá mate
De erva Santa Maria
Chá de alecrim e de Melissa
Já tomei chá até equinácea.

Tomei chá verde
De boldo, quase vomitei
Chá de dente-de-leão
Já tomei até chá de sabugueiro.

Tomei chá de Camellia sinensis
Erva bem natural e mista
Vira chá branco, preto
Também amarelo, azul e negro.

Eu já tomei chá de unha-de-gato
De canela, cravo e mulungu
Mas o chá que me deu canseira
Foi o bendito chá de cadeira.

Devandira Ferreira

Professora universitária - Mestre em Administração e Blogueira nas horas vagas. Cada um tem a parte de mim que conquistou. Sou mulher, fera, amiga, bruxa e fada. Só não sou obrigada.

%d blogueiros gostam disto: