Proseando

Thomas Edison rejeitado

Certo dia, Thomas Edison chegou em casa com um bilhete para sua mãe. Ele disse:
– Meu professor me deu este papel para entregar apenas a você.
Os olhos da mãe lacrimejavam ao ler a carta e resolveu ler em voz alta para seu filho:
– Seu filho é um gênio. Esta escola é muito pequena para ele e não tem suficiente professores ao seu nível para treiná-lo. Por favor, ensine-o você mesmo.
Depois de muitos anos, Edison veio a se tornar um dos maiores inventores do século.

Após o falecimento de sua mãe, resolveu arrumar a casa quando viu um papel dobrado no canto de uma gaveta. Ele pegou e abriu. Para sua surpresa era a antiga carta que seu professor havia mandado a sua mãe, porém o conteúdo era outro que sua mãe leu anos atrás.
– Seu filho é confuso e tem problemas mentais. Não vamos deixá-lo vir mais à escola. Edison chorou durante horas e então escreveu em seu diário:
– Thomas Edison era uma criança confusa, mas graças à uma mãe heroína e dedicada tornou-se o gênio do século.

Existem certos momentos da vida onde é necessário mudar o “conteúdo da carta” para que o objetivo seja alcançado.

Professora universitária - Mestre em Administração e Blogueira nas horas vagas. Cada um tem a parte de mim que conquistou. Sou mulher, fera, amiga, bruxa e fada. Só não sou obrigada.

%d blogueiros gostam disto: