Proseando

Quando o ex ou a ex começa a namorar

Um dos momentos mais dramáticos da separação é quando o seu ex ou a sua ex começa a namorar. Você entra em parafuso procurando entender o motivo da escolha: “quem é?”, “o que faz?”, e, principalmente, “por que logo esse tipo de gente?”

Haverá o vodu das fotos e postagens nas redes sociais. Não existe como pular a etapa da comparação, esse pente fino da inveja.

Além da mágoa daquela vida continuar sem a sua presença, fará uma revisão da autenticidade das juras feitas quando estavam juntos. Será que omitiu as suas intenções todo o tempo?

Se a nova companhia é igual a você, com a mesma aparência e hábitos, terá muita raiva pensando que apenas o outro vem se repetindo e recrutando sósias.

Se a nova companhia é totalmente diferente de você, terá muita raiva porque parece que foi enganada – sente-se o oposto do perfil que ele demonstrava gostar. Ninguém muda da água para o vinho, do vinho para água de repente. Enxerga-se como um erro do padrão dele, representando o contrário daquilo que ele dizia buscar numa relação.

Se a nova companhia é alegre e simpática, cheia de boas intenções, percebendo que poderia ser facilmente amiga ou amigo dela, sua vontade é gritar de ódio. Como ele encontrou alguém tão legal?

Se a nova companhia é narcisista e egoísta, cheia de preconceitos, percebendo que poderia ser facilmente inimiga ou inimigo dela, sua vontade é espernear de ódio. Como que ele se envolveu com quem não presta?

Não tem escapatória. O mal-estar virá independentemente da opção. Ou porque a pessoa sempre dizia que adorava a sua loucura e iniciou um romance com uma certinha ou certinho. Ou porque sempre dizia que amava a sua simplicidade e agora é adepta da ostentação.

Não estranhe se sair ofendendo a cretinice pela casa: filha da p. mentirosa!

No fundo, não aprovará jamais qualquer novidade. É a certeza de que o amor acabou, de que a ruptura é irreversível, de que a amnésia cobriu o passado recente das afinidades.

A cólera é mais dirigida ao antigo afeto – como me esqueceu assim rapidamente? – do que à personalidade da sua nova companhia. Ela é somente uma penetra na DR retroativa de vocês.

Fabrício Carpinejar

Professora universitária - Mestre em Administração e Blogueira nas horas vagas. Cada um tem a parte de mim que conquistou. Sou mulher, fera, amiga, bruxa e fada. Só não sou obrigada.

%d blogueiros gostam disto: